Group
03_3523303084e92cf8aeebd8.jpg
05_4228292724e92cf6af0614.jpg
06_6734429884e92cf66597bb.jpg
07_793707304e92cecbb1b81.jpg
02_15151359735061d254d5d19.jpg
04_9468281295061d26619cd9.jpg
09_1681682805061d273f0f08.jpg
11_9562095055061d2828331e.jpg
12_5584573815061d2912b793.jpg
13_7330317825061d2a19c667.jpg
14_3196677945061d2d883cdb.jpg
11/11/2008
Martifer presents 3rd Quarter 2008 Results (PT version)

Nos 9 meses terminados em Setembro de 2008, os proveitos consolidados ascenderam a €663 Mn, representando um crescimento de 93% quando comparado com igual período do ano passado.

Todas as Áreas de Negócio contribuíram para este forte crescimento. Os proveitos da área de Construções Metálicas cresceram 14% para €236 Mn, os proveitos da Equipamentos para Energia cresceram mais de 4 vezes para €241 Mn e os proveitos da Agricultura & Biocombustíveis cresceram 120% para €189 Mn. Os proveitos da Geração Eléctrica ascenderam a €11 Mn.

O EBITDA cresceu a um ritmo mais elevado, ascendendo a €50 Mn nos primeiros 9 meses do ano, um acréscimo de 153% face ao período homólogo. A margem EBITDA também melhorou, de 5,3% no período homólogo para 7,5% no terceiro trimestre deste ano, já que todas as Áreas de Negócio apresentaram melhores margens operacionais.

Os resultados líquidos numa base ajustada ascenderam a €11,8Mn, um acréscimo de 51% face ao período homólogo ajustado. Este crescimento é menor que o crescimento do EBITDA como resultado do programa de investimento em curso que tem impacto significativo nos encargos financeiros e amortizações, mas ainda sem contribuição relevante para o EBITDA do período.

O investimento em activos fixos no período ascendeu a €174Mn, principalmente na Geração Eléctrica (48%), Equipamentos para Energia (25%) e Agricultura & Biocombustíveis (20%). Os investimentos industriais na fábrica de módulos fotovoltaicos e no cluster eólico (assemblagem de turbinas e componentes) estão neste momento em fase de conclusão, cumprindo-se o calendário previsto.

A Martifer Renewables tem neste momento em construção 110MW de capacidade eólica na Roménia, Polónia, Portugal e Brasil e terminou já a construção de 6MW de capacidade solar fotovoltaica em Espanha.